Encerramento do Estudo dos Atos dos Apóstolos

No primeiro semestre deste ano de 2016 foi realizado na Sala do CEBI/ES o estudo sobre o Livro dos Atos dos Apóstolos. 

As descobertas, segundo os participantes, foram muitas e interessantes, o que possibilitou um melhor conhecimento das atuações dos apóstolos, a partir da morte e ressurreição de Jesus, bem como da vivência das primeiras comunidades cristãs espalhadas em grande parte do território dominado pelo império romano.

A dinâmica e metodologia empregada pela equipe de assessoria, composta por Bimbo, Eliete e Irmã Luiza, consistiu em explanação dos temas abordados, trabalhos em grupos e vídeos (filmes), o que contribuiu muito para a compreensão e atualização do assunto.

Segue abaixo, dois textos elaborados pelos participantes do estudo. 

Breve relato sobre o estudo do livro dos Atos dos Apóstolos

Assim foi a vida de Paulo relatada no livro dos Atos dos Apóstolos. Até pensávamos que o livro por se chamar "Atos dos Apóstolos" iria falar da vida de todos os apóstolos (as), mas engraçado, no decorrer do estudo percebemos que o livro praticamente se resume nos Atos da vida do Apóstolo Paulo. 

Tudo aconteceu no início do cristianismo por volta dos anos 50. Quando as primeiras comunidades cristãs foram formadas. Saulo, que depois se tornou Paulo, era um ferrenho perseguidor de cristãos e de cristãs, tudo em nome da lei, pois entendia que, quanto mais obedeciam as leis, mais próximos de Deus ficavam. Porém, em uma viajem para Damasco teve um encontro com Jesus Cristo ressuscitado que transformou brutalmente sua vida, tornando-se assim o maior propagador da Boa Nova de Jesus Cristo no princípio da era cristã. 

Não foi nada fácil, mas Paulo não mediu esforços para espalhar a boa notícia. Com muita perseverança andou de cidade em cidade motivando homens e mulheres a se tornarem discípulos e discípulas de Jesus Cristo. Em suas andanças muitos conflitos foram encontrados nas comunidades, mas sempre com paciência e carisma procurava contornar os obstáculos para que prevalecesse o bem maior, ou seja, a libertação de todos os oprimidos e as oprimidas. 

Todo esse trabalho missionário de Paulo teve grandes consequências. Assim como aconteceu com Jesus, os poderosos da época se sentiram incomodados e ameaçados com o trabalho missionário de Paulo, por isso ele sofreu inúmeras perseguições e por diversas vezes esteve preso. Contudo, assim como Jesus, Paulo era uma pessoa inteligente e acima de tudo muito estratégico, e sempre com jeitinho arrumava uma forma de escapar das emboscadas. Dessa forma, destemido e com fidelidade ao projeto libertador Paulo não abriu mão de cumprir sua missão assumida com Cristo Ressuscitado. 

Essa prática de Paulo que contagiou homens e mulheres de sua época acabou também contagiando a todos nós que fizemos este estudo maravilhoso sobre o livro dos Atos dos Apóstolos. Com certeza mais uma vez iremos sair deste estudo com nossos sonhos e nossas forças renovadas e convictos de que um mundo sem muros, sem armas e sem opressão é possível, pois em momentos de turbulência é necessário deixarmos a voz da verdade se ouvir e as roseiras que dão um perfume e um sentido todo especial a nossas vidas florirem. Cantemos a vida!! Cantemos a esperança!! 

Viajando pelos Atos dos Apóstolos

Estivemos aqui Senhor, 
viemos de todo lugar
buscar conhecer melhor
e Atos dos Apóstolos estudar.

Com Bimbo, Eliete e Ir.Luiza
ajudando-nos a entender melhor
a força do Espírito Santo 
impulsionando os apóstolos do Senhor.

A Teófilo, Lucas escreveu 
e a todos nós a mensagem deixou,
as comunidades cristãs nasceram
e os conflitos também cresceram.

Na Antioquia a Lei de Moisés imperava
e a circuncisão era a fonte de salvação.
Veio o Concílio de Jerusalém com Pedro,
como instrumento da reconciliação.

Mas a propagação do Evangelho continuou
nas quatro viagens de Paulo,
que também um dia fora Saulo
perseguidor do Cristo nosso Salvador!

E assim seus discípulos testemunhavam
em Jerusalém, Judéia, Samaria,
até os confins da terra, Cesareia e Roma
o Cristo Jesus que tanto amavam.

E quando saírmos daqui
nós vamos levando conosco
a coragem de Pedro e de Paulo
testemunhando Jesus Misericordioso.