Jovens luteranos: Manifestação em defesa de um Estado laico de fato

No último domingo, 17 de abril, vivemos um verdadeiro ataque ao Estado laico. É lastimável que mais de uma centena de deputados e deputadas tenham feito uso do nome de Deus ou justificar com os votos que recebeu de alguma Igreja, para votar SIM ou NÃO pela abertura do processo de Impeachment.

Neste contexto, nós, pessoas jovens luteranas, reafirmamos: “A IECLB faz parte da tradição protestante que se empenha pela separação de religião e Estado. Preconiza a defesa do Estado laico. A IECLB incentiva sempre a participação em partidos políticos como canais institucionais que expressam valores e ideologias presentes na sociedade brasileira. Condena vícios nefastos presentes na cultura política brasileira. Dentre eles, destaca-se o clientelismo, o coronelismo e a defesa de interesses meramente corporativos e pessoais. Por isso, para a IECLB, o assédio às pessoas identificadas com a fé evangélica por parte de candidatos/as e a tentativa de transformá-las em um curral eleitoral representam um grande desserviço à democracia. […] Com base nessa visão, torna-se CONDENÁVEL o uso e abuso de símbolos religiosos ou mesmo o nome de Deus como forma de sensibilização para ganhar o voto das pessoas” (Carta Pastoral – Eleições 2014).

Entre nessa campanha pelo Estado laico e poste uma foto com as hashtags e reafirme seu compromisso com a laicidade do Brasil.

#NãoEmMeuNome
#NãoEmNomeDeDeus

Fonte: CONIC