Capixabas estão insatisfeitos com a saúde, aponta pesquisa

Segundo o levantamento do CNI/Ibope, segurança, drogas e educação aparecem na sequencia como áreas consideradas problemáticas pela população

A Saúde é o principal problema do Estado, segundo dados da pesquisa “Retratos da Sociedade Brasileira - Problemas e Prioridades para 2014”, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o Ibope em todos os Estados brasileiros. 

A pesquisa ouviu 614 pessoas no Estado e apontou que 60% dos capixabas entrevistados apontaram a saúde o principal problema do Espírito Santo, seguido da segurança pública/violência (50%), drogas (39%) e educação (27%).

Os capixabas entrevistados também apontaram os problemas do governo federal e dos municípios. No âmbito nacional, a preocupação com a saúde sobe para 63% dos entrevistados, seguida de segurança pública/violência (46%), drogas (32%) e educação (31%), mesma ordem apontada pelos capixabas.

A pesquisa também levantou os problemas que os capixabas enfrentam em seus municípios. Mais uma vez a saúde lidera (49%), seguida também de segurança/violência (38%); educação sobe no ranking (21%) e rede de esgoto assume a quarta posição (20%). Geração de empregos (18%) e calçamento de ruas e avenidas (17%) também se destacam no âmbito municipal. 

Para os entrevistados, o governo federal precisa melhorar os serviços de saúde (49%), combater a violência e a criminalidade (34%), melhorar a qualidade da educação (32%) e aumentar o salário mínimo (22%). 

Os resultados do ranking capixaba são parecidos com os nacionais. Quase metade da população brasileira (49%) diz que melhorar os serviços de saúde deve ser prioridade para o governo federal em 2014. Em seguida, aparece o combate à violência e à criminalidade e a melhora da qualidade da educação. As duas questões devem ser priorizadas na opinião de 31% e 28% dos 15.414 entrevistados no país (a soma da pesquisa é maior que 100% porque era permitido escolher até três opções).



Compartilhe nas Redes Sociais