Zé Vicente, amigos e amigas

Quando os amigos se encontram
e se põem a conversar a hora voa e o tempo é sempre pouco para colocar o papo em dia, mas é suficiente para matar a saudade.

Com o Zé Vicente aconteceu assim na tarde de 17 de maio no Auditório do Colégio Agostiniano. Lá estavam novos e velhos amigos que se reuniram para contar histórias da vida, cantar canções do coração e divertir com a criançada. Enfim, simplesmente se encontrar. Sem roteiro definido, apenas como compromisso de matar a saudade, embalar os sonhos,
reacender a
esperança, animar uns aos outros num tempo de vale de lágrimas.
Mas lá estavam também Gabriel, Cleusa, Doroty, Margarida e tantos outros e outras que lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro e hoje já estão na eternidade.

É....! O tempo passa, mas os passos dados com firmeza e dedicação não voltam atrás, mesmo que para isso tenha que se perder – doar – a própria vida. E a aquela tarde de domingo ficará com certeza na mente, no coração e na caminhada destes 30 anos de CEBI, e de todos que aceitaram o convite para um Encontro de Amigos.