A Libertação na História do Povo da Bíblia

O tema da libertação é um dos mais importantes na caminhada do povo da Bíblia. A busca pela liberdade foi uma das grandes motivações para a formação do povo de Israel. Alguns grupos de hebreus se refugiaram nas montanhas fugindo da opressão dos reis de Canaã. Outros fogem das terras do Egito por causa da dura escravidão egípcia. Pastores buscam lugares com melhores condições de vida, mas fogem dos camponeses e das cidades cananéias. E quando a libertação parece finalmente adquirida na vivência tribal, vem a monarquia e se impõe.

O Reino do Norte guarda em suas tradições, principalmente proféticas, a experiência do Êxodo, como busca da liberdade.

A experiência do Reino do Sul ficou marcada pela espera da vinda do Messias, o ungido de Deus que vem para trazer para sempre a libertação e a independência social e política. Esta esperança se torna mais forte após o Exílio da Babilônia, quando o povo está sob o domínio dos grandes impérios. É neste momento que muitos textos bíblicos são relidos ressaltando o tema do Messias e do Êxodo. Também muitos textos vão ser escritos sob esta inspiração, inclusive os salmos.

A libertação é também para nós hoje um grande anseio. Desde a libertação pessoal até a comunitária. Motiva a luta de diversos grupos sociais, diante da opressão dos grandes impérios capitalistas. Quais são hoje as nossas maiores buscas que guiam o nosso dia-a-dia? Que pessoas ou grupos lutam hoje por uma verdadeira libertação para a vida de todos?

O Livro dos Salmos

O Livro dos Salmos são um conjunto de cento e cinqüenta orações. Salmo que quer dizer oração cantada e acompanhada de instrumentos musicais. O livro recolhe uma coleção de orações do povo de Israel que sugiram durante um período de mais ou menos seiscentos anos.

A divisão dos salmos é um pouco diferente nas duas principais versões da Bíblia. Olhando os números dos Salmos encontramos uma diferença de numeração a partir do salmo 10 até o 148. A Bíblia Hebraica divide o Salmo 9 e o Salmo 114. As bíblias Grega e Latina concentram em um só os Salmos 9 e 10 e a partir daí ficam com um número atrasado até o salmo 114 quando vão ficar dois números atrás. O reencontro começa com a subdivisão dos Salmos 116 e 147. Assim voltamos a ter a mesma numeração de 148 a 150.

As primeiras comunidades cristãs utilizaram muito esse livro de oração, reinterpretando-as à luz da vida, atividade, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Por isso, o livro dos salmos é um dos mais citados no Novo Testamento. Os salmos, assim, penetram profundamente na vida cristã e, através dos séculos, chegaram até nós. Hoje continuam sendo a oração por excelência de todo o povo de Deus, espalhado pelo mundo inteiro. Os salmos são poesia. Por quê? Porque é através da poesia que as pessoas conseguem manifestar em profundidade seus sentimentos (alegrias, tristezas, esperanças, desanimo, clamor etc...) Desse modo, experiências de uma pessoa ou de um povo se tornam manifestação de experiências da comunidade, de outros povos e até mesmo de toda a humanidade.

Retornando as postagens do Blog

Olá amigos e amigas do CEBI-ES!

Estamos retornando as postagens do blog. Além da divulgação dos programas de rádio e das atividades do CEBI-ES estaremos postando textos com comentários bíblicos, criando assim mais um espaço de formação. Agradecemos a compreensão e até a próxima publicação.