O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil - CONIC

O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) foi fundado em 1982 como uma Associação fraterna de igrejas que confessam o Senhor Jesus Cristo como Deus e Salvador. Unidas pelo amor de Deus, pela confissão de fé comum e pelo compromisso com a missão, as Igrejas-Membro sentem-se chamadas a um testemunho comum do Evangelho e ao exercício do amor e do serviço, especialmente aos mais necessitados.

O surgimento do CONIC foi precedido de uma aproximação gradativa entre algumas igrejas cristãs. A criação do CONIC deu a esta aproximação inicial um caráter oficial e um instrumento de continuidade. As Igrejas fundadoras são: Igreja Cristã Reformada do Brasil, Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Igreja Metodista.

O CONIC tem os seguintes objetivos:
- Colocar-se, sob a ação do Espírito Santo, a serviço e em testemunho da unidade da Igreja;
- Estudar e refletir sobre questões teológicas e outras que se constituam relevantes para a unidade e a missão da Igreja, nomeadamente os resultados dos diálogos interconfessionais; Propiciar reflexão e tomada de posição comuns perante a realidade brasileira, confrontando-a com o Evangelho e as exigências do Reino de Deus;
- Empenhar-se na promoção da dignidade, dos direitos e deveres da pessoa humana, criada à imagem de Deus, em busca e a serviço do amor, da justiça e da paz;
- Desenvolver linhas comuns de ação;
- Favorecer o relacionamento com entidades congêneres, nacionais e internacionais;
- Atender a outros objetivos que correspondam a sua natureza, a critério da Assembléia.

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Com este tema o programa “A Palavra na Vida" levou ao ar neste domingo, 26 de maio de 2006 uma reflexão sobre o a semana de oração pela unidade dos Cristãos, o entrevistado foi o Pastor Nobertor Berger, (IECLB) da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, onde ele ressalta a importância de fazer e praticar o ecumenismo entre todos, que não fique só nesta semana que inicia hoje e vai até o Domingo de Pentecostes, mais deve ser uma busca constante. Lembrou das Igrejas que participam do CONIC, dos trabalhos realizados aqui no estado, e relembra que temos muito a fazer para que cheguemos a realizar um ecumenismo como nos pede o Evangelho. A propósito, este é o tema da Semana de oração pelos Cristãos: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, Eu estarei no meio deles”. (Mt 18,18-20)

No quadro "Iluminando a Vida" foi refletido o texto de Mt 18,18-20, “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, Eu estarei no meio deles”. Fatinha fez uma reflexão que nos convida, como seguidoras e seguidores de Jesus, a continuar o seu ministério, pois estamos aqui e em tantos lugares em busca da vida em plenitude. Que possamos nos unir como irmãos e irmãs nas várias denominações religiosas, onde todos lutem em defesa da vida.

O programa "A Palavra na Vida" deste domingo contou com a produção, apresentação e apoio de: Fatinha, Izalete e Lúcia.

Não teremos o "Programa Palavra na Vida" neste domingo

Em virtude da transmissão de uma celebração que será feita pela Rádio América, nós não teremos o programa Palavra na Vida neste domingo que volta no dia 28 no mesmo horário. O tema será a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.

A Maternidade e o Povo Negro: A Mãe Negra

Com este tema o programa "A Palavra na Vida" levou ao ar neste domingo uma reflexão sobre a maternidade e o povo negro tendo em vista a realidade das mães negras.

A entrevistada deste domingo foi Rosa do CDDH e do movimento negro. Rosa levantou desafios da mulheres e mães negras. Após 118 anos de abolição da escravatura, a lei áurea não libetou os negros do preconceito e da falta de espaço na sociedade por causa de um racismo presente de forma sutil. Sua reflexão denuncia a cultura do "branqueamento" promovida pelos meios de comunicação (as mulheres que são apresentadas símbolo de beleza são todas brancas), negando a raça e a cultura do negro (negro aparece na televisão como empregada, babá, escravo, porteiro,..., sendo ridicularizados por seu tipo de cabelo e por sua cor). Rosa ressaltou a importância de se trabalhar com os jovens a consciência e os valores da negritude, resgatando a beleza e a cultura negra.

No quadro "Iluminando a Vida" foi refletido o texto Gn 21,9-19 ( a história da escrava egípcia Agar). Rosa falou da realidade das mães no povo de Israel. O papel da mulher era de gerar filhos e esta era a condição para ser tida como abençoada. Porém eram os homens (o marido ou o patriarca da família) que decidiam o destino da vida dos filhos.

Penha Dalva falou sobre a mensagem do texto: Deus é que dá força e luz para gerar e defender a vida. Na experiência que vivemos de muita violência é Deus que nos dá a certeza e a tranquilidade para que não se perca a essência da vida nem a força e a presença de Deus que conduz a história. É preciso fazer valer o grande apelo de Jo 10,1-10: " Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância. O segredo da maternidade está no compromisso de gerar e lutar pela vida. E Deus estará sempre ao nosso lado.
O programa "A Palavra na Vida" deste domingo contou com a produção, apresentação e apoio de: Fatinha, Rosa, Izalete, Penha Dalva e Lúcia.



Vem aí o Programa "A Palavra na Vida" e o tema da Comunicação

O Programa "A Palavra na Vida" deste domingo fará uma reflexão sobre os meios de comunicação. Diante da realidade em que vivemos uma sociedade em crise, os meios de comunicação são marcados pelas especulações, informações destorcidas, programas nada construtivos, onde a audiência "é a medida de todas as coisas". Qual deve ser o verdadeiro papel da mídia e dos meios de comunicação? A entrevistada deste domingo será Vanda Simas, radialista da Rádio América. Aqueles que quiserem podem participar respondendo a pergunta do dia e concorrendo a prêmios.

Curso sobre Pentateuco termina em clima de festa

Chegou ao final na última quinta-feira o curso sobre o Pentateuco. Neste útlimo encontro foi trabalhado o bloco final do livro do Êxodo: o Código da Aliança, capítulos 19 a 24. O ponto alto deste bloco é o decálogo ou os Dez Mandamentos como conhecemos. O encontro foi realizado em clima de festa pelo aniversário de Fatinha, assessora do encontro.

Este é um dos quatro cursos que serão promovidos na sala do CEBI-ES a respeito dos blocos da Bíblia Hebraica (Pentateuco ou Torah, Profetas ou Neviim e Escritos ou Ketuvim). O último bloco será sobre os livros deuterocanônicos presentes na versão grega da Bíblia (septuaginta).

O próximo estudo será portanto sobre os Profetas. As incrições estão abertas! Participe!