Mateus 22,34-40: Qual é o mandamento maior da lei? - Ildo Bohn Gass

1 Os poderosos armam ciladas contra quem está com o povo

No evangelho para este final de semana, a comunidade de Mateus apresenta-nos Jesus ensinando o mandamento maior no templo de Jerusalém (cf. Mateus 21,23; 24,1). Auxiliado pela sinagoga, o templo era o pilar de um sistema que garantia o ensino e o cumprimento das leis, bem como a aplicação das penas para quem não as cumprisse. 

Nesse templo, mais uma vez, alguns fariseus procuram Jesus para “pô-lo à prova” (Mateus 22,35). Assim já haviam feito ao armarem, junto com herodianos, uma cilada em torno do pagamento dos impostos aos imperadores de Roma, a fim de “apanhá-lo por alguma palavra” (Mateus 22,15). Este relato foi o evangelho do domingo passado, quando, tanto representantes da religião oficial de Jesus (fariseus) bem como do império romano (partidários de Herodes), já haviam se dado conta de quanto o projeto de Jesus era perigoso para os seus privilégios. Ainda mais depois que Jesus também “fechara a boca dos saduceus” (Mateus 22,34). Os saduceus compunham o partido judaico mais poderoso naquele momento. Eles juntavam os que controlavam a religião a partir do templo, os sacerdotes, e os que detinham o poder sobre o comércio em Jerusalém, os anciãos. Hoje, diríamos que é o partido do capital financeiro com apoio da grande mídia empresarial.

Olhares sobre a Amazônia: Dossiê Acre - por Lucas Matheron

"Aqueles que vendem sol a prestações, os coqueiros, os palácios, a areia branca, nunca virão por aqui [...]. Aqui não tem nada!" 

Quando Bernard Lavilliers falava assim do Brasil, há mais de 30 anos, ele falava da região central do Nordeste chamada Sertão. Mas o olhar sobre a Amazônia que lhes proponho aqui, tampouco está à venda pelos mercadores de sol... 

Mas primeiramente, o que o Sertão tem a ver com a Amazônia? 

Pois é nessa região semiárida perpetuamente castigada por longos períodos de seca - mal que os políticos nunca deram jeito de solucionar duravelmente - que se encontra mão de obra barata para as mais diversas finalidades. As grandes construções dos últimos cinquenta anos no Rio, Iguaçu, São Paulo ou Brasília, notadamente, deslocaram milhares de Nordestinos, mas essa reserva de mão de obra já tem sido utilizada no século XIX para o desenvolvimento da produção de látex e foi aos milhares que esses trabalhadores foram mandados colonizar a Amazônia, tal um eldorado para essas pessoas carentes de tudo. 

Estudo sobre a CF 2015

Olá!

Nos encontramos na sala do CEBI (20/10/14) para um primeiro estudo sobre a CF 2015, que tem como tema "Fraternidade: Igreja e Sociedade" e lema "Eu vim para servir" (Cf. Mc 10, 45). O tema é muito desafiador para nós do CEBI e, com certeza, para todas as comunidades Católicas Romanas do Brasil e do Espírito Santo.

Esses estudos são preparatórios para elaborarmos os círculos bíblicos, que ajudarão às Comunidades da Arquidiocese de Vitória a refletir o assunto no período de Quaresma.

Clique aqui e veja as demais fotos.

Estudo do Evangelho da Com. de Mateus em Vila Capixaba, Cariacica.

Olá!

O último encontro de estudo do Evangelho da Comunidade de Mateus na Paróquia Santíssima Trindade aconteceu no sábado, dia 11/10/2014. Foi bem proveitoso, participativo e dinâmico. Os textos bíblicos foram trabalhados em pequenos grupos que discutiram algumas questões que foram propostas e apresentaram a síntese das discussões, além de algumas ricas encenações do texto lido. O CEBI-ES enviou  Ivonete, Ir. Luiza e Bimbo para ajudarem na reflexão.

Clique aqui e vejas as fotos.

Estudo indica que países precisam investir na agricultura familiar

As propriedades familiares são parte importante na luta para garantir a segurança alimentar mundial e o desenvolvimento rural sustentável. Para isso, porém, é preciso investir em inovação a fim de melhorar a produção e as práticas de gestão com o objetivo de mudar a realidade de muitos desses agricultores. Esses dois aspectos foram os pontos analisados no relatório O estado mundial da agricultura e da alimentação, 2014: inovação na agricultura familiar, produzido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e publicado hoje (16), no Dia Mundial da Alimentação.

“A agricultura familiar é, de longe, a forma dominante de agricultura no mundo. Estima-se que ocupe cerca de 70% a 80% das terras agrícolas e produza mais do que 80% dos alimentos no mundo em termos de valor”, ressalta o estudo.

Debate eleitoreiro sobre redução da maioridade: entidades são contra

Em período eleitoral, o tema da redução da maioridade penal tem sido, comumente, utilizado por candidatos como alternativa para solucionar o problema da violência no país. Contrários a estes discursos, 104 organizações lançaram nesta quinta-feira, 16, um manifesto onde repudiam a ação destes candidatos.

No documento, as organizações ressaltam alguns pontos importantes para o debate, destacando que a redução da maioridade penal é um retrocesso para os direitos humanos de crianças e adolescentes.

“Infelizmente, constata-se que, ao flexibilizar garantias que protegem estes adolescentes em situação de vulnerabilidade, sob o argumento de que cometem crimes muito graves, os candidatos apenas saciam a ânsia punitivista que demanda, de maneira irracional, o isolamento desses sujeitos. Tal proposta afasta-se dos princípios norteadores do ECA – Estatuto da Criança e Adolescente, em termos de proteção à adolescência, ao buscar punir cada vez mais adolescentes em situação de conflito com a lei, acreditando ser esta a solução para os problemas da criminalidade”.

As organizações acreditam que os candidatos deveriam se comprometer em garantir a efetivação, implementação e aplicação do ECA e SINASE – Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo. “Nos parece muito mais sensato, na tentativa de aliar senso de justiça ao interesse social – palavras tão utilizadas por candidatos –, propostas que garantissem efetivamente a implementação e aplicação do ECA e do SINASE em todo o território nacional, sendo possível, assim, falar-se em soluções que implicam, essas sim, redução da violência e criminalidade – parte integrante da vida de todos os jovens selecionados por esse sistema de sociabilidade perverso. Ocorre que, ao relacionar de maneira superficial justiça social e segurança pública, os candidatos parecem desconhecer a realidade do cotidiano do Sistema de Justiça Juvenil no Brasil”.

A nota está aberta para mais adesões.

Nota de repúdio a declarações de juiz de direito do RS

Diversas organizações da sociedade civil, incluindo a Fundação Luterana de Diaconia (FLD), estão aderindo à Nota de Repúdio liberada no dia 15 de agosto pela Themis - Gênero, Justiça e Direitos Humanos - contra as declarações de juiz de direito de Porto Alegre, que relaxou prisão em flagrante de uma pessoa acusada de estupro de uma adolescente. Leia abaixo: 

A organização da sociedade civil Themis - Gênero, Justiça e Direitos Humanos, vem a público manifestar o seu repúdio às lamentáveis declarações do Juiz de Direito Paulo Augusto Oliveira Irion, da 6ª Vara Criminal de Porto Alegre, que, no dia 14 de outubro, relaxou a prisão em flagrante de um indivíduo acusado de estupro de uma adolescente de 16 anos, ocorrido no último domingo. Segundo o noticiado pela imprensa, a decisão foi tomada com base no fato de o acusado ser réu primário. Justificando a decisão, o juiz declarou que o acusado não teria antecedentes criminais e o estupro seria um fato isolado na vida dele.

Em apoio à reeleição de Dilma: Nota da Direção Nacional do CEBI

Em face do embate que se coloca neste segundo turno das eleições presidenciais e levando em conta a necessidade de nos engajarmos para garantir os avanços que a sociedade brasileira vive nos últimos anos, a Direção Nacional do Centro de Estudos Bíblicos - CEBI vem a público expressar sua opinião em favor da reeleição de DILMA ROUSSEF.

Mesmo reconhecendo os limites do atual governo e do sistema político brasileiro, temos de reconhecer publicamente que nos últimos doze anos houve diminuição da fome e da miséria, valorização do salário mínimo, extensão dos direitos trabalhistas básicos às empregadas e aos empregados domésticos e melhoria nas condições de vida da população mais carente em todas as partes do Brasil, especialmente nas localidades mais pobres. O acesso de milhões de jovens empobrecidos ao ensino técnico e superior e a extraordinária ampliação do financiamento de moradias populares em todo o Brasil também devem ser mencionados, junto com o compromisso da presidenta atual com a realização da reforma política nos moldes pretendidos pela Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas.

Visão geral do 2º Testamento na União Paroquial Jucu da IECLB

Nos encontramos no dia 11 de outubro, na comunidade de Ponto alto, da Paróquia Luterana de Marechal Floriano para mais uma etapa de estudo bíblico. Foi o 5º encontro e o encerramento das atividades do ano de 2014, dedicado a um estudo do Segundo Testamento, com orientadores/as do ensino confirmatório. Na parte da manhã tivemos o 3º encontro com os ministros.

Neste encontro o assunto foi Apocalipse. E para dar o significado deste livro o grupo foi motivado, desde o início, a ficar atento às diferentes linguagens. O estudo foi muito bom e motivou o grupo a solicitar para o próximo ano um aprofundamento deste livro, ou melhor, da linguagem apocalíptica. 

Encerramos o encontro e os estudos de 2014 celebrando a esperança: “Esta é a tenda de Deus com os seres humanos. Deus vai morar com eles. Eles serão o seu povo, e ele, o Deus-com-eles, será o seu Deus.” (Ap 21, 3b). 

Clique aqui e veja as fotos desse encontro.

Encontro de formação de lideranças com jovens da IECLB, em Vila Valério

Aconteceu nos dias 20 e 21 de setembro de 2014, em Vila Valério – ES, um encontro de formação de lideranças com jovens da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil. 

Este encontro contou com a presença e participação de 51 jovens e dois 02 pastores e foi trabalhado o tema estudado foi “A Linguagem Apocalíptica e Apocalipse de João”. Estiveram presentes jovens de várias cidades do Estado do Espírito Santo: Domingos Martins, Marechal Floriano, Vila Valério, Itaguaçu, Jaguaré, Vila Velha, Santa Maria de Jetibá. Foi um encontro extremamente agradável e, para o CEBI – ES, foi muito importante, pois o trabalho teve como público justamente uma das linhas de ação que o CEBI-ES pretende sempre avançar, que é a juventude.

O tema trabalhado prendeu muito a atenção e participação de todos, inclusive dos pastores Scharles, de Domingos Martins, e Edilson, de Vila Valério. A Equipe de Assessoria composta por Bimbo, Davi e Marina agradece a todos que participantes e também ao CEBI-ES por ter disponibilizado os meios e apoios necessários para que o encontro pudesse acontecer.

Clique aqui e veja as demais fotos desse encontro.